“A ESCOLA NÃO TEM COR”: PROJETO INTERDISCIPLINAR MOBILIZA ALUNOS E FORTALECE RESGASTE À MEMÓRIA DA CULTURA AFRICANA

Quarta, 28 de Novembro de 2018

Secretaria de Educação

 

Socializar e conhecer a alegria e a grandiosidade da cultura africana, fazendo uma alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra. Com esse propósito, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), através da Coordenação do Ensino Fundamental II, lançou o Projeto interdisciplinar “A escola não tem cor”.

 

O projeto foi apresentado aos professores, através de suas referidas coordenações, com a proposta de trabalhar a temática com práticas culturais e sociais. O foco principal foi o conhecimento e o aprendizado dos alunos, fazendo com que eles se tornassem protagonistas.

 

Levando em consideração a relevância da ação, as equipes gestoras das escolas Educandário Cristo Rei, Edward de Carvalho de Souza, Brites Ventura, Aparício do Couto Moreira, Emília Resende, Batista Shallon e Marechal Castelo Branco efetivaram o Projeto, que teve sua culminância entre os dias 20 e 23 de novembro.

 

Foram grandes apresentações, através de um verdadeiro resgaste à memória da cultura africana, mostrando toda a beleza por meio de palestras, exposição de filmes e documentários, desfiles da beleza negra, artesanato, culinária, musicalidade, literatura, dança, artes plásticas e personalidades históricas.

 

A coordenação do Ensino Fundamental II avaliou positivamente o projeto, uma vez que a Secretaria de Educação trabalhou de forma integrada, com o apoio efetivo dos coordenadores Josemar Mendes, Edivaldo Cunha de Sousa, Flaveny Gomes, Gisele Evangelista e Ronivaldo Pinto.

 

“Agradecemos à secretária Alecciene Gusmão pelo apoio, confiança e autonomia. Esperamos que ações como essa possam ser enaltecidas cada vez mais pelo seu valor educacional e social. Que a consciência de valorização do ser humano ultrapasse as fronteiras da violência, do preconceito e do racismo na escola, consequentemente, em toda sociedade”, destacou a coordenadora Flaveny.

 

O Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, foi instituído oficialmente pela lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011. A data faz referência à morte de Zumbi, o então líder do Quilombo dos Palmares, morto em 1695. Comemorar esta data é debater e refletir sobre as diferenças raciais e a importância de cada um no processo de construção de nosso país, estado, município e comunidade.

 

ASCOM/PMI





Últimas Notícias