Acessibilidade logo

Acessibilidade

bat-papo

Fale com a Prefeitura

  • *Campos obrigatórios
  • Ao iniciar um contato, você concorda com a Política de privacidade

  • ...Ou se preferir

  • Ligue para nós

    (77) 3432-1112

  • Ou seja atendido presencialmente

    Segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 14h às 18h.

    Praça Osório Ferraz, Nº 01 - Centro

  • Outros meios de contato

Em conformidade com:

Assistência Social
Ação social valoriza comunidades rurais de Itambé e distribui 150 kits de alimentos a famílias em vulnerabilidade
08/10/2021

Com o apoio da Prefeitura de Itambé, através da Secretaria de Assistência Social e da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Pecuária, foram entregues para 150 famílias em vulnerabilidade kits agroecológicos, cujos alimentos foram produzidos pela agricultura familiar local.

 

A ação fez parte de um projeto social desenvolvido pela Agência de Cooperação Internacional HEKS/EPER, em parceria com o Centro de Estudos e Ação Social (CEAS), o Observatório e Articulação da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo.

 

A entrega dos kits aconteceu na manhã desta sexta-feira (08) e reuniu diversas autoridades, entre elas, o secretário municipal de Agricultura e vice-prefeito, Bruno Lopes; a subsecretária de Assistência Social, Marcela Rodrigues; a vereadora Ivana Lopes; entre outros representantes das pastas envolvidas e da Guarda Civil Municipal que também apoiaram a ação.

 

Os kits entregues injetaram R$ 10.500,00 na agricultura familiar local, sendo compostos por alimentos variados, como hortaliças, aipim, ovos, abóbora, laranja, goma, entre outros. Esses alimentos foram produzidos nas comunidades do Jeribá, Jussara, Caetano, José Jacinto e do Assentamento Roseli Nunes do Movimento Sem Terra.

 

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, a ação teve como objetivo movimentar e valorizar a agricultura familiar, além de garantir alimento saudável na mesa de várias famílias carentes. Ainda conforme Bruno, a Secretaria de Agricultura foi responsável pelo apoio logístico aos agricultores e a Secretaria de Assistência Social ficou encarregada de localizar e encaminhar famílias referenciadas pelo CRAS.

 

Para o prefeito Cadinho Araújo, as instituições envolvidas estão de parabéns pela iniciativa. Para ele, a ação solidária não só sacia a fome de quem vive em situação vulnerável, como une as lutas e fortalece as alianças em prol do social e da agricultura familiar local.



Autor: ASCOM/PMI