Prefeitura de Itambé promove a limpeza do “lixão” a céu aberto e constrói Sistema de Vala Controlada

Quinta, 26 de Abril de 2018

Meio Ambiente

 

Através de uma inciativa de extremo compromisso e responsabilidade ambiental, a Prefeitura de Itambé iniciou, há cerca de duas semanas, uma ação de limpeza geral do “lixão” a céu aberto, localizado nas proximidades da BA-263. O objetivo é cumprir, junto ao Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), as adequações necessárias para o gerenciamento dos resíduos sólidos no município.

 

Paralelo a este trabalho, a equipe da Prefeitura, utilizando todo maquinário possível, com o apoio do Departamento Municipal de Estradas, está construindo um Sistema de Vala Controlada a fim de garantir o armazenamento adequado do lixo produzido em toda cidade. A ação está sendo conduzida e fiscalizada pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e acompanhada pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Marcos Santos.

 

De acordo com o engenheiro ambiental, Carlos Leôncio, a vala controlada foi uma alternativa viável encontrada para evitar contaminações no lençol freático e controlar o depósito dos resíduos sólidos. Dentro deste trabalho, conforme o engenheiro, o município vai instalar pequenos sistemas de efluentes para tratamento do chorume, um líquido altamente poluente proveniente da decomposição de resíduos orgânicos.

 

“Fizemos uma vala de 40 x 100 metros de comprimento, com profundidade de cinco metros. Todo lixo do município será depositado neste espaço, em seguida será compactado e coberto”, explicou o engenheiro, ressaltando que, além de evitar a contaminação do meio ambiente, o procedimento vai garantir monitoramento do depósito dos resíduos, não permitindo o acesso e o contato das pessoas.

 

Consciente da responsabilidade do Município com o destino final do lixo produzido, o prefeito Eduardo Gama tem empreendido os esforços possíveis para acabar com este problema histórico enfrentado no município, onde, pela primeira vez, medidas efetivas estão sendo tomadas. “O lixo produzido na cidade sempre foi depositado a céu aberto, sem controle no acesso de pessoas e sem monitoramento. Não poderíamos permitir que uma situação dessa continuasse”, destacou o prefeito.

 

Ainda de acordo com ele, a intenção da Prefeitura é buscar também a formação de uma cooperativa de materiais recicláveis para reduzir a quantidade de resíduos descartados. “Além de promover renda às pessoas que trabalham com materiais reciclados, vamos cuidar do meio ambiente. Sem dúvida, é um passo determinante que está sendo dado pelo município”, ressaltou o prefeito.

 

Mesmo com a construção da vala controlada, Eduardo informa que a Prefeitura continuará buscando parcerias com os municípios da região para elaborar um projeto que viabilize a construção de um Aterro Sanitário Consorciado. “O destino adequado do lixo é um dos grandes desafios enfrentados atualmente pelos municípios brasileiros. Para acabar definitivamente com o problema, a solução mais viável é a construção do aterro consorciado, por isso Itambé está lutando para efetivar esse projeto”, informou o prefeito.

 

ASCOM/PMI





Últimas Notícias