Acessibilidade logo

Acessibilidade

bat-papo

Fale com a Prefeitura

  • *Campos obrigatórios
  • Ao iniciar um contato, você concorda com a Política de privacidade

  • ...Ou se preferir

  • Ligue para nós

    (77) 3432-1112

  • Ou seja atendido presencialmente

    Segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 14h às 18h.

    Praça Osório Ferraz, Nº 01 - Centro

  • Outros meios de contato

Em conformidade com:

Educação
Educação realiza Mutirão de Desinfecção nas escolas municipais
24/01/2022

Com o retorno das aulas presenciais, marcado para acontecer no próximo dia 07 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Educação está realizando desde a semana passada, o Mutirão de Desinfecção nas escolas da Rede Municipal de Ensino. A ação tem o objetivo de remover ou eliminar microrganismos presentes em superfícies.

 

As escolas Aparício do Couto Moreira e Educandário Cristo Rei já foram contempladas com o Mutirão. Até o fim desta semana, cinco escolas da rede vão passar pelo mesmo processo. A intenção é que até a data de início das aulas presenciais todas as escolas estejam prontas para receber alunos e professores: limpas, seguras e totalmente adequadas ao protocolo de biossegurança construído pela SMEC.

 

O Retorno das atividades presenciais

 

Diante do aumento do número de casos da COVID-19 e do surto de síndrome gripal, a Secretaria Municipal de Educação tem realizado discussões com o Comitê Municipal de Crise e com o Conselho Municipal de Educação, a fim de se estabelecer como que as aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino devem retornar.

 

Marcado para acontecer no dia 07 de fevereiro, há a possibilidade de que o retorno ocorra de maneira gradual e em fases, conforme prevê o protocolo sanitário de enfrentamento à COVID-19. Deste modo, inicialmente, as aulas presenciais voltarão apenas para as turmas do 9º e 8º ano. Duas semanas depois, o retorno ocorrerá para os alunos do 7º ao 5º ano e, logo depois, para os estudantes matriculados nas turmas do 4º e 3º ano. Por último, as escolas irão receber os alunos da Educação Infantil e da Educação Especial.

 

De acordo com a secretaria de Educação, Mailza Soares, essa proposta visa garantir a segurança da comunidade estudantil e, além disso, permitir que um maior número de crianças com idade entre 05 e 11 anos sejam vacinadas.

 

A Secretaria de Educação enfatiza que as turmas que não retornarão presencialmente, continuarão realizando as atividades curriculares de forma especial.



Autor: ASCOM/PMI